Experiência: Oficina em iluminação cênica, Buenos Aires/Argentina

Oficina em iluminação cênica com meu mestre Maurício Rinaldi

Ser iluminado!!

Hoje abro um pouco de minha história, sendo bem sincero contigo, sobre o primeiro intercâmbio que fiz a Argentina, em 2010, minha primeira viagem e estudo fora do país.

Caso não saiba, fiz dois intercâmbios (2010) que tive o prazer de ter como professor Maurício Rinaldi, em que me recebeu em seu Estudio ARS LUX, com toda sua generosidade em passar parte de seus estudos, dos quais os utilizo até hoje, e me fez repensar totalmente na carreira aqui no Brasil assim que voltei.

Grande parte do que sou hoje como profissional, praticamente a forma com que dedico meus estudos em iluminação cênica, estes posts e vídeos no canal Cartilha de Iluminação Cênica, é resultado do que aprendi com Maurício; ele é o responsável por tudo que argumento sobre a “Estética da luz” e toda essa visão que me ensinou e repasso parte dela nas plataformas que mencionei.

Mas sem me estender muito, porque este post é um pouco longo, descrevo aqui uma entrevista feita à coordenadora do Programa T y T e professora de Turismo da mesma cidade,  Wilma Santilan, originalmente dividida em 3 partes, mas aqui será na íntegra e seus links originais em cada foto.

cartilha de iluminação cênica

Vamos lá então?

 ___________________________________________________________

foto arquivo pessoal - exercicios ARS LUX 010© Vilma Santillán (texto)-Alessandro Azuos (fotografía): ejercicio de iluminación de un bodegón

Turismo y Teatro en Argentina (nome do programa que agrega o Turismo e o ensino de iluminação), junto com o estúdio ARS LUX (de Maurício Rinaldi) que desde 2009, implantou um trabalho de docência orientando a alunos do exterior, que consiste em oferecer cursos de capacitação em diversas áreas da iluminação e, ao mesmo tempo, alojamento no mesmo estúdio onde ocorre o curso de formação.
Este programa denominado Programa T y T, oferece cursos de forma presencial, teórioco-prático e aulas individuais.O curso ocorre nos prazos de uma semana (programa de introdução), duas semanas ou um mês (programa avançado em ambos os casos). Realizam-se também, visitas a fabricantes, distribuidores e empresas de serviços de iluminação, assim como a localidades cênicas e exposições.
Um dos participantes do T y T do ano passado foi Alessandro de Souza Pinto (Alessandro Azuos). Aproveitamos sua estadia em Buenos Aires para realizar uma entrevista, na qual nos contou sua experiência como iluminador no Brasil, seu país natal, e as possibilidades de trabalhos e  formação atualmente existente para um iluminador.
Finalmente, falamos sobre o impulsionou a vir a Buenos Aires estudar com Maurício Rinaldi e qual o resultado de sua estadia em nossa cidade.
Alessandro trabalha há dez anos como técnico e iluminador em diversos espetáculos: dança, teatro adulto e infantil, desfiles de moda. Estuda teatro desde sua adolescência e participou de diversos grupos teatrais, e desde então não abandonou mais o teatro.
Sua formação como técnico desenvolveu-se na prática da profissão, sem ser acadêmica, fato que no Brasil não existem cursos específicos de formação superior na área de iluminação. 
Em 1999 a Cia. Atlanta de Teatro, na cidade de Campinas/SP, convocou-o para participar de um espetáculo como ator e auxiliar na área técnica.
Neste momento sua vida mudou: abandonou seus estudos em ensino superior de Administração de Empresas e dedicou-se definitivamente ao teatro, especificamente na área de iluminação, na qual especializou-se. 
Quando esteve em Buenos Aires em 2009, Alessandro era responsável técnico do grupo LUME Teatro, também na cidade de Campinas, que faz parte do Núcleo Interdisciplinar da UNICAMP. Foi responsável técnico  entre 2005 a 2009 do projeto CPFL Cultura (CPFL distribuidora que abastece 80% do estado de SP), também em Campinas/SP, onde teve a oportunidade de trabalhar com grandes nomes da MPB, teatro e dança. Ao mesmo tempo, tem trabalhado em várias companhias de dança e teatro da cidade de Campinas e sua região.

 

foto-arquivo-pessoal-ARS-ESTUDIO-010© Vilma Santillán (texto)-Alessandro Souza (fotografía): autorretrato en Bs. As.

Continuando com a primeira crônica de alunos da ARS LUX que participaram do Programa TyT (Teatro y Turismo) no ano de 2009, o protagonista é Alessandro Azuos, iluminador cênico em seu país e agora transcrevemos seus comentários sobre as possibilidades de trabalhos assim como a formação que atualmente é oferecida no Brasil para um iluminador.
O panorama atual para o ramo de iluminação no Brasil, especialmente em São Paulo e Campinas (região que atua), existem oportunidades para todos os profissionais que se desenvolvem, seja em teatro, dança, shows ou exposições; o que realmente falta é uma formação técnica de nível superior para garantir uma qualificação profissional a quemd eseja desenvolver nesta área.
No que se refere as possibilidades de formação para iluminadores, existem instituições privadas na área de pós graduação, razão pela qual muitos profissionais da área optam por cursos como Artes Visuais, Teatro, Arquitetura ou mesmo Engenharia para, posteriormente, aperfeiçoar-se na carreira de iluminação, geralmente orientado para a iluminação arquitetural.
Outra opção possível são os cursos com formação de nível básico para jovens que estão procurando ingressar nesse mercado de trabalho e, mais recentemente, estão sendo oferecidos cursos destinados a operação de consoles de iluminação.
 

foto arquivo pessoal curso ARX LUX exervicio integração visual© Vilma Santillán (texto)-Alessandro Souza (fotografía): ejercicio de iluminación escénica

Último post da primeira crônica de alunos de ARS LUX que participaram do Programa T y T, do ano de 2009.
Alessandro de Souza Pinto (Alessandro Azuos), iluminador do Brasil, nos conta que decidiu vir a Argentina estudar com o professor Maurício Rinaldi, achando tudo muito interessante que aprendeu e o resultado sera útil para aplicar-se em seus trabalhos diários de arte cênica.
Escolher Buenos Aires como destino para aperfeiçoamento foi, segundo Alessandro, uma maneira de agregar estudos e férias, para conhecer uma cidade charmosa e, ao mesmo tempo, estudar iluminação. Claro que, além realizar o curso na Argentina pela experiência e vivência no exterior também, que segundo ele, na Argentina existe uma especialização mais profunda na área que no Brasil.
Por outra parte, a principal diferença deste curso com o outros é a formação do professor Maurício Rinaldi na área de Filosofia com orientação em Estética, bem como os estudos de física na área ótica e luz, seus conhecimento em música, ópera e arte em geral.
É docente preocupado pelas questões culturais, demonstrando que diversos conhecimentos são necessários (e fazem diferença) para tornar-se num grande iluminador.
O mais interessante do curso realizado na ARS LUX foi a forma didática de Maurício Rinaldi abordando a questão estética da luz. Para Alessandro, veio a aumentar sua fascinação pelas artes plásticas, sobretudo na questão estética do estudo dos grandes mestres da pintura.
Voltou ao Brasil com uma “sensibilidade” mais aguçada. Assim mesmo, resultou numa grande maneira de pensar e tratar  a luz como conceito.
Até o momento, Alessandro sempre havia tratado este tema de maneira intuitiva, e depois de realizar o curso que o permitiu organizar melhor as informações e pensar mais tecnicamente sem deixar de lado a intuição.
O uso de modelos em escala para estudos (como na foto acima), as formas geométricas e incidência de luz nos objetos e cores, tudo que ele viu e praticou no curso, possibilitou-lhe desenvolver a sensibilidade e percepção visual.
Finalmente, o que nos contou de mais importante foi que, Alessandro aplicou imediatamente tudo que aprendeu em Buenos Aires, em seu trabalho no Brasil.
E mais: utilizou em seu regresso a Campinas, num trabalho realizado junto a Aliança Francesa local.
À Vilma Santilán e o professor Maurício Rinaldi, responsável acadêmico por meu curso de iluminação cênica, deixo aqui registrado meus agradecimentos a toda a estadia em Buenos Aires, a toda a recepção e atenção por todo o período que permaneci na cidade.

___________________________________________________________

Caso alguém queira saber mais informações sobre minha vivência no curso, poderá entrar em contato comigo. fiquem a vontade para quaisquer dúvidas que possam aparecer.

cartilha de iluminação cênica

LUZ SEMPRE!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *