Iluminação cênica e sombras: 21 artistas – parte 5/5

Venha aprofundar mais seus estudos na iluminação cênica e suas sombras nesta série especial

Meu caro iluminado, minha cara iluminada!!

Chegamos ao último post dessa semana especial comentado sobre sombras e que de alguma possa servir de inspiração para seu trabalho na iluminação cênica.

São informações que ajudarão você a pesquisar mais, ganhar na percepção em suas argumentações sobre artes visuais e adquirir mais conhecimento para dividir com seus amigos e colegas no ramo artístico.

Nesta última parte, os últimos 5 de minha lista que também possuem assinaturas exclusivas em suas composições visuais, que vão desde experimentos efêmeros feitos na casa do artista, e sempre com os mesmo materiais que formam diferentes desenhos, a obras que estão expostas em grandes museus e galerias pelo mundo.

A ideia dessa série especial é mostrar que temos artistas e criadores em todas as partes do mundo, cada qual com seu modo e jeito de ser na profissão, mas o melhor de tudo é o ensinamento que cada um tem e merece minha total reverência por sua arte.

Vamos ver hoje os artistas e designers:

17 – Sana Anil Kumar: jovem indiano que cria uma arte efêmera, utilizando os mesmo objetos

18 – Stephen Knapp: artista americano, utiliza vidros coloridos na arte do “lightpainting”

19 – Shigeo Fukuda: o designer japonês, reconhecido no mundo todo e um pouco de suas obras com sombra

20 – Teodosio Sectio Aurea: o designer grego que transforma a sombra em réplicas de obras conhecidas

21 – Tim Noble & Suan Webster: artistas ingleses, transformam sucatas e descartes de taxidermia em arte

 

cartilha de iluminação cênica

 


17 –Sana Anil Kumar

O jovem indiano Sana Anil Kumar tem vídeos incríveis com sua arte de luz e sombra, utilizando diverso materiais encontrados em cotidiano, cria obras efêmeras das quais poderão encontrá-las no youtube e em sua página, logo abaixo.

Confesso que fiquei fascinado com a forma com que conduz a arte da iluminação e sombra, por isso faço questão de tê-lo na lista, já que nosso trabalho também é muito efêmero e adaptável, assim como ele mostra neste vídeo.

Selecionei este vídeo para mostrar a imagem icônica em Titanic:

Links para que possa pesquisar mais:

https://www.facebook.com/sana.anilkumar.96

 


18 – Stephen Knapp

Stephen, americano, é o mais colorido de toda essa seleção que comento nesta série; esse artista é conhecido por criar e divulgar o “Lightpainting”, uma nova arte do século XXI.

Conforme seu site, sua inspiração vem dos estudos de luz, cor, dimensão, espaço e percepção; foi fotógrafo com trabalhos e pesquisas próprias de experimentação; progrediu para a construção de grandes painéis de metal e murais cerâmicos vidrados que são reflexivos e responsivos às condições de luz em mudança.

“Fiquei fascinado com a luz toda a minha vida, tanto pelo que ele pode fazer quanto pelo efeito que tem sobre nós.

Quando eu encontrei uma maneira de me expressar exclusivamente na luz, abracei-a completamente.

 

Ficou conhecido internacionalmente través de grandes obras de arte realizadas em museus, coleções públicas, corporativas e privadas, em meios tão diversos como a luz, forno de vidro formado, metal, pedra, mosaico e cerâmica.

Fez exposições individuais no Museu de Arte de Boise, o Museu de Arte Chrysler, o Museu de Arte de Nápoles, o Instituto Butler de Arte Americana, o Instituto de Arte de Dayton eo Instituto de Artes Flint, entre outros. Seu trabalho tem aparecido em muitas publicações internacionais, incluindo Arte e Antiguidades, Arquitetônico Record, ARTnews, The Asahai Shimbun, Cerâmica Mensal, The Chicago Sun Times, Interior Design, The New York Times, Arquitetura Progressiva, Revista Escultura, The Washington Post e outros.

O vídeo mostra muito sobe a arte do “Lightpainting”, é muito linda e inspiradora:

Links para que possa pesquisar mais:

http://www.stephenknapp.com/

 


19 – Shigeo Fukuda

Shiego Fukudo nasceu em Tóquio, é um dos grandes designers modernistas que deixou sua marca como um grande artista da ilusão de ótica, grande defensor de causas humanistas e do meio ambiente.

Essas são qualidades que demonstram não somente o grande artista, ma também um ser humano, preocupado com o outro, merece estar na lista assim como os outros.

“A perspectiva é muito importante para a comunicação visual.

Em minha opinião, o design gráfico não é negócio, penso que é cultura “

O trecho acima está na entrevista do vídeo abixo em que mostra suas obras e seu bom humor em diversas situações deste trecho do programa:

Links para que possa pesquisar mais:

www.zupi.com.br/brincando-com-sombras-por-shigeo- fukuda/

http://www.famousgraphicdesigners.org/shigeo-fukuda

https://br.pinterest.com/pin/417427459190777090/

 


20 – Teodosio Sectio Aurea

Esse artista grego, tem grande parte de seu trabalho dedicado a “shadow art”; apropria-se de diversos materiais e transforma sucatas em réplicas de grandes obras, como poderá ver no vídeo abaixo, a exemplo da capa do vídeo que está atrás dele “Guernica, de Picasso”; também trabalha com pinturas em estilo moderno e projeta móveis.

Em seu site oficial, você clique no menu “sobre” e aparece a descrição:

“.. Eu ofereço os serviços de um mediador entre Fantasia e Realidade.
Com prazer, vou invadir seu próprio sistema perceptivo .. “

Poderá ver em seu site todos os trabalhos que possui com sombras, obras incríveis e diversos materiais em seus projetos, o vídeo mostra uma parte:

Links para que possa pesquisar mais:

http://teodosio.gr/

https://www.youtube.com/user/DIODORO1978

 


21 – Tim Noble & Suan Webster

O casal de artistas ingleses atua em diversas áreas das artes visuais, tem parte dele dedicada a luz e sombra, são conhecidos mundialmente pelos materiais que utilizam que vão desde os mais comuns como sucatas e lixo até resíduos descartados de criaturas de taxidermia.

Em minha opinião também merecem aquela atenção maior, principalmente nos objetos criados com o lixo que acumulam, podem ver na capa do vídeo parte deste trabalho que é referência em todo o mundo.

Seu trabalho deriva grande parte de seu poder de sua fusão de opostos, forma e anti-forma, alta cultura e anti-cultura, macho e fêmea, artesanato e lixo, sexo e violência.”

O documentário abaixo tem 30 minutos e é muito interessante e bem completo por mostrar detalhadamente seus pensamentos, formas de criação, materiais e detalhes de como conseguem a projeção de sombra perfeita, e outras obras que possuem:

 

Links para que possa pesquisar mais:

http://www.timnobleandsuewebster.com/home. html

 


 

Atenção importante para os avisos a seguir:

  • Os artistas mencionados fazem parte de meu projeto de pesquisas em iluminação desde o início dos anos 2000.
  • Tenho a função de apenas divulgar as diversas formas de trabalho com iluminação (como podem ver em meus posts).
  • Não existe nenhuma remuneração neste post por nenhuma das partes.
  • Caso haja algum problema e algum artista não goste da publicação, peço a gentileza de entrar em contato comigo para que seja retirado da lista.

 

Até o próximo post ser iluminado.

cartilha de iluminação cênica

LUZ SEMPRE!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *